+90 EXPRESSOColunasDANIEL DARLAN

Obrigado Fred!

Talvez eu não tem há tanta credibilidade para vir falar sobre esse cara, muitas vezes eu xinguei, muitas outras chorei com seus gols contra o meu time do coração, mas existe algo no futebol que nos ensina a se apaixonar por jogadores dos times rivais, a sua história.

Frederico chaves Guedes, um jovem que em 2003 quase foi dispensado das categorias de base do América -MG, mas como todo bom roteiro de filme, teve um outro fim, o destino o levou para outro patamar, ao fazer o gol mais rápido do mundo, com um chute que levou apenas 3,17 segundo de jogo, para estufar as redes. Titulo que se manteve ate 2009, mas que eternizou- se na história do futebol, alavancando para o mundo, um ídolo!

Posso dizer, que tive o privilégio de ver Frederico jogar, ou melhor, Fred, mesmo no cenário que vivemos, quando falamos em ídolos só lembramos dos grandes nomes do passado e dos gênios que jogam no futebol europeu, e acabamos deixando passar lindas histórias no futebol brasileiro.

Fred, sim o mesmo nome daquele personagem de filmes de terror, mas eles não possuem apenas nome parecido, ambos colocam e colocaram medo em quem estava por perto, Fred, com gols históricos e lances plásticos, cansou de aterrorizar as defesas adversárias, ao som da torcida “O Fred, vai te pegar”

Na Copa de 2014, no Brasil, foi muito injustiçado, chamado de cone pela imprensa e por torcedores que sequer entendiam o que estava acontecendo. A história e seus gols nos mostraram uma coisa, quem somos nós para menosprezar um ídolo de tricolor, quem somo nós para tirar a capa do herói de uma nação

Contra o time do Corinthians, o cenário não poderia ser mais perfeito, Maracanã lotado, vitória concreta e um gol seu no final, muito emocionante, você caiu nas lágrimas e eu mesmo sendo Corintiano, me arrepiei e me emocionei com esse lindo roteiro, que mais parece de um filmo de Hollywood, mas foi apenas Deus comando toda a sua trajetória.

Hoje, você se despede do futebol, mas deixou uma linda história, que pudemos acompanhar e vibrar, posso dizer tranquilamente agora, que eu vi um grande ídolo em campo, não em vídeos antigos ou história contadas, mas presenciei um pouco do seu início, o meio e o final de uma linda e brilhante carreira.

Obrigado Fred, hoje cada um de nós é um pouco tricolor!

Mostrar mais

Daniel Darlan

Estudante de jornalismo na Universidade Nove de Julho, criador do site de notícias "Expresso News" e apaixonado por esporte, política e Televisão.

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo